Luciano Silva

Luciano Silva

Sábado, 23 Novembro 2013 00:00

Igreja Orgânica - um equivoco.

tolo[Esclarecimento: Em razão dos comentários sobre o título deste artigo, devo dizer que o conteúdo do mesmo foi inspirado em um vídeo que partiu de alguém que diz viver a igreja de forma orgânica, porém, segundo o seu sentido real, tais colocações fazem de sua interpretação um equívoco.]

Desde que iniciamos nossa caminhada fora dos sistemas religiosos temos lido, visto e ouvido muitas coisas sobre como deveria ser a igreja, e apesar de não encontrarmos uma forma ou modelo declarado na bíblia, entendemos que a igreja deve ser igreja onde a vida acontece. Deste princípio é que surge a expressão orgânica, a igreja como um corpo, um organismo vivo e não um edifício de tijolos. Bom, nestes últimos 8 anos temos acompanhado, de longe, centenas de novos grupos de irmãos que também deixaram de ser "membranas" da religião "templária", e passaram a buscar a simplicidade do evangelho. É fato que muitos destes grupos iniciaram com motivações erradas e de alguma forma continuam contaminados com as coisas que trouxeram na bagagem. Já outros grupos, sem maturidade e consciência de responsabilidade, se perderam na liberdade que há em Cristo.

Quarta, 20 Novembro 2013 16:51

Você precisa reparar as brechas!

brechaSantidade é como os muros de uma represa com as comportas fechadas. Enquanto nos mantemos em Deus, não importa o que aconteça, sempre estaremos seguros, no entanto, pequenas atitudes, por mais "nada haver" que possamos considerá-las, fora da vontade dEle começarão a gerar pequenas rachaduras. O pecado é como toda a água de uma represa, projetando-se continuamente e violentamente contra os muros. Então, se rapidamente não houver arrependimento, que é capaz de fechar as brechas, leve o tempo que for, quanto maior a vazão, mais deste pecado começará a entrar no coração e dominá-lo até que a cegueira completa se instale e as comportas acabem se abrindo por completo. Estas águas correrão soltas e formarão seu próprio curso devastando tudo o que encontrar pela frente. O estado deste é retratado pela bíblia como o cão que voltou ao vômito, ou ainda, como a porca, que uma vez lavada, tornou a revolver-se na lama. Mas, apesar de todas as perdas, de todos os estragos, e humanamente parecer impossível deter a fúria destas águas, ainda não é o fim, pois o amor de Deus e sua infinita misericórdia ainda desejam e receberão o coração contrito envolto em arrependimento genuíno. Certamente aquelas belas paisagens, por onde as águas destruidoras do pecado passaram, jamais voltarão a ser as mesmas, contudo o sol da justiça voltará a brilhar e quem poderia não ficar deslumbrado com toda a Sua glória?

"...pois onde o pecado abundou, superabundou a graça". Romanos 5:20

Irmãos se nos encontramos limpos que nos limpemos ainda mais, pois o dia de estarmos diante do Santo se aproxima!

Terça, 12 Novembro 2013 10:42

Contato

Domingo, 10 Novembro 2013 20:16

Percebes que és percebido?

LupaO ser humano é capacitado naturalmente em muitas coisas. Em específico neste artigo vou destacar a capacidade de observação. Eu diria que esta é uma área crucial na formação de qualquer indivíduo, tanto que a sua prática se faz presente desde os nossos primeiros meses de vida.
Uma criança ainda que bem pequena já é capaz de observar tudo a sua volta e com isso a medida em que cresce passa a desenvolver uma outra prática conhecida como a imitação. Desde que o mundo é mundo e o homem um habitante deste planeta, a forma básica de ensino adotada para construção de caráter pessoal provém deste princípio, o de ver e fazer conforme viu.

Sábado, 09 Novembro 2013 19:25

O seu fardo é leve?

Fardo"Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrarei descanso para as vossas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. Mateus 11:28-30
 
Lendo este texto fiquei pensando, como Jesus pode dizer que o Seu fardo é leve? Sim, porque viver o verdadeiro cristianismo segundo os Seus ensinamentos é algo que está longe de ser considerado fácil não é mesmo? Tipo, morrer a cada dia e carregar a minha própria cruz, amar os meus inimigos, amar o próximo como a mim mesmo, ser justo, me separar do pecado, ser servo, humilde, ter compaixão pelos perdidos, assim a lista segue e por tanto num primeiro momento parece lógico acreditar que não há nada de leve neste fardo de Jesus. A questão é que Jesus não é um mentiroso, logo o que precisamos fazer é ajustar o nosso foco para esta verdade espiritual que Ele espera que entendamos. 
Quinta, 07 Novembro 2013 09:47

É verdade que vocês não cobram dízimos?

Sim, é verdade e a razão é muito simples: Os cristãos não tem autoridade bíblica para fazê-lo. Apesar deste ser um assunto polêmico, num primeiro momento, não vamos decorrer por todos os pormenores, apenas, com base no que você aprendeu sobre dízimos, reflita sobre o seguinte: - Dízimo fez parte de uma aliança(Velho testamento) a qual o povo não permaneceu.

- Dízimos deveriam ser levados a casa do tesouro, e só poderiam ser administrados pelos sacerdotes de ordem levítica, no entanto ambos deixaram de existir com a chegada da nova aliança, pois o templo(a casa do tesouro) foi derrubado(70 d.C.) e assim o ofício sacerdotal levítico deixou de existir. Desde então os judeus(povo que recebeu a ordenança sobre dízimos)jamais pode dizimar novamente, e tem sido assim até os dias de hoje.

- Dois dos evangelhos citam Jesus falando sobre o dízimo, quando estava a exortar aqueles que se gabavam por dar o dízimo até mesmo da hortelã(lembrando que dízimo nunca foi referência a dinheiro), esquecendo de cumprir o principal(a justiça, a misericórdia e a fé). Em nenhum lugar do novo testamento você encontrará Jesus instruindo seus discípulos à esta pratica. Ele mesmo, "sendo" da tribo de Judá, não poderia administrar dízimos. De fato esta pratica teve seu fim decretado no momento do ato consumado na cruz. Desde então(na Nova Aliança) você não encontrará uma única citação bíblica apoiando a pratica do dízimo. Paulo, na carta aos Hebreus, menciona o dízimo de Abraão à Melquezedeque (feito uma única vez)como parte de seu ensino, usando o mesmo, como analogia à sombra, que ele sabiamente atribuiu a antiga aliança. Você não acha ao menos curioso o fato de um assunto tão fortemente imposto pelos líderes religiosos de hoje, não ser pauta de discussão alguma em qualquer das cartas de Paulo, Pedro e dos demais discípulos? Porque não falavam sobre isso? Porque coisas velhas ficam para trás! E depois, como disse Paulo, se eles se colocassem outra vez debaixo da lei já teriam caído da Graça alcançada por Jesus.

Como você pode ver fica fácil entender quem realmente está roubando a Deus, quando exige dízimo e o desvia de seu propósito, pois jamais atendem a razão pelo qual o mesmo foi instituído por Deus, que é assistir aos pobres, órfãos, viúvas, estrangeiros em suas necessidades.
Por fim, entenda que Deus não enviou seu Filho para morrer naquela cruz pensando em receber 10% do seu dinheiro! Sua vida vale mais que o mundo inteiro, Ele quer o teu tudo, Ele te quer por inteiro, qualquer coisa menos que isso deixa claro que você não entendeu nada sobre a cruz. Deixar de dizimar sob um conceito de avareza também não muda em nada a sua condição, então, ao contrário do que muitos líderes pensam quando combatemos o dízimo, o fazemos não por avareza, mas por obediência e reconhecimento ao que Jesus fez na cruz.

Veja que este sistema religioso que os homens sustentam é tão maligno que eles, de muitas maneiras, tentam se colocar acima de Jesus, e através do dízimo é uma delas, uma vez que, quando um membro deixa de dizimar, se ele ocupa alguma cargo(ainda que na maioria das vezes tais cargos tenham pouco ou quase nada haver com funções bíblicas), ele é disciplinado e deve deixar de exercê-lo até que pague toda a dívida. Já ouvi casos de líderes que chegam a oferecer parcelamento no cartão para o membro poder pagá-la. E o pior é que tem membro que ainda acredita que isso é uma benção proporcionada pelo pastor! Que ridículo!
Falando em pagar com cartão, não é novidade que muitas denominações já oferecem esta forma de pagamento, agora reflita uma coisa. O líder diz que você deve dar o dízimo de tudo e de maneira geral isso significa ter seu salário bruto como base de cálculo. Se você dizimar do liquido estará, dizem eles, roubando a Deus. Pois bem, você sabe que para utilizar o serviço das empresas de cartões de crédito há um custo que varia de 4% a 8% por transação, então o que acontece? A pessoa separa 10% do seu salário bruto, contando até mesmo os centavos e então pega o cartão e passa na maquininha de fazer dinheiro do pastor, a partir de então uma porcentagem fica com a operadora(que para o pastor não estará roubando a Deus) e a outra à mercê do próprio pastor para a manutenção do seu negócio. Os pobres, órfãos e viúvas nunca veem a cor deste dinheiro, e de contra partida a maioria fica satisfeita de ver seus 10% mensais sendo aplicados em melhores acentos, ar condicionado, reforma aqui e ali, microfone novo pro pastorzão e por ai vai. No final é como Jesus disse, são cegos sendo guiados por cegos.

Se você que está lendo este texto ainda se encontra debaixo desta doutrina forjada, não pense que minha intenção é ofendê-lo(a), pelo contrário, desejo que você seja livre! Seja liberto das garras das tradições destes homens que tem devorado a sua casa com lisonjas, falsa humildade e orações sem fim. Sim, as palavras soam duras porque a verdade primeiro precisa nos quebrar para depois nos fazer novo, por tanto tenho esperança de que se você examinar tudo o que leu aqui, se realmente se dedicar em buscar a verdade sobre o assunto, certamente decidirá por Jesus, confiará sua vida a Ele e não mais a homens tão pecadores quanto eu e você.


Certamente! A salvação não está condicionada à qualquer lugar que você esteja ou a um determinado grupo que você mantenha um relacionamento de comunhão. A salvação está em Cristo! Qualquer grupo que se auto intitule detentor da salvação certamente já a perdeu, pois estarão usurpando os méritos e a glória que pertencem somente a Jesus. Há muitas denominações e comunidades que infelizmente se encontram defendendo tal posição, no entanto suas práticas e costumes relevam claramente suas estratégias de domínio, manipulação e controle. Infelizmente milhares de pessoas estão aprisionadas em lugares assim.
Algumas pessoas confundem achando que por termos nos afastado das denominações, com isso estejamos declarando que somos melhores ou temos uma revelação superior, mas não é nada disso. O que acontece é que buscamos viver como igreja, segundo a liberdade que Cristo nos proporciona, de uma maneira simples, como lemos e vemos no contexto bíblico e nos ensinamentos de Jesus. Saiba que cada um dará conta de si mesmo naquele dia. Sendo assim, cremos que há salvos em qualquer lugar onde o evangelho é pregado sem distorções, sem modismos, sem tradições de homens e principalmente sem interesses mundanos. Se onde você está servindo a Deus atende a estes princípios básicos amém, caso contrário avalie se você realmente está em Cristo e principalmente se Cristo verdadeiramente está em você, sendo que a evidência é o quanto você tem se desprendido das coisas deste mundo desde que iniciou sua caminhada com Ele.

Segunda, 04 Novembro 2013 09:30

Há tantos ouvindo, mas para onde estão indo?

DireçãoÉ no mínimo preocupante como tantas pessoas declaram estar ouvindo Deus ao tempo em que cada uma delas seguem em direções opostas aos ensinos bíblicos. Por exemplo, já ouvi muitas vezes pessoas dizendo que num momento X Deus falou para elas "abrirem uma igreja" e inclusive deu até o nome que a denominação deveria ter. Bom, você vê cada nome por ai que não é preciso nem comentar de tão ridículo que são, mas quem dera o problema fosse apenas o nome que dão a estas empresas da fé. A questão é que, devido a nossa natureza, quase sempre somos tardios em ouvir a voz de Deus e a razão é óbvia, nossa carne não quer ouvir o que Ele tem a dizer. Se isso não fosse verdade,
  1. Quem somos
  2. Declaração de fé
  3. Onde estamos
  4. Luciano Silva
Primeiramente, Missões 20:20 não se refere a algum tipo de denominação religiosa, apenas faz referência ao capítulo 20 e versículo 20 do livro de Atos, o qual expressa claramente nossa missão como igreja do Senhor empenhada em obedecer a ordem de ir e testemunhar a todos do Evangelho de Jesus, publicamente e de casa em casa. Como parte da igreja do Senhor, nos reunimos na simplicidade, de casa em casa. Naturalmente a casa em si não diz respeito a um lugar padrão de reuniões e encontros, afinal não estamos limitados a um local, mas com toda a certeza o lar representa um lugar onde é possível desenvolver comunhão real, além de que não temos custo algum, logo não precisamos atribuir despesas sobre os irmãos. Resumindo, somos irmãos que amamos Jesus e o temos por única autoridade sobre todos, praticando nossa fé fora do arraial das tradições e religiosidades inventadas por homens.
- Cremos que Jesus, o Cristo, é o único capaz de nos fazer aceitos diante de Deus, uma vez que por nossa natureza seríamos, com justiça, completamente condenados. - Cremos que Jesus é o único detentor da autoridade sobre a igreja, autoridade esta que jamais foi delegada a qualquer outro. - Cremos que se alguém, ao olhar para si mesmo, não reconhece sua natureza depravada, jamais será capaz de entender o sacrifício de Jesus. - Cremos que sem o arrependimento sincero não há novo nascimento ainda que a pessoa tenha se submetido ao ato público do batismo. - Cremos que o batismo é a expressão externa de algo que já aconteceu interiormente. - Cremos no partir do pão, em memória do Senhor, não como um ritual que santifica elementos, mas como a expressão profética por meio da vida compartilhada, da comunhão real e da fé comum entre irmãos. - Cremos na inutilidade das discordâncias com base nas diversas interpretações teológicas que servem apenas para nos afastar da unidade. - Cremos que somos estrangeiros neste mundo, logo não nos deixamos envolver por ele além do que for extremamente necessário. - No mais, cremos que se estivermos nEle, mas Ele não estiver em nós, nada do que façamos terá algum valor para com o Seu reino.
Como parte da igreja do Senhor, nos reunimos em Balneário Piçarras - Santa Catarina. Pessoalmente temos comunhão com irmãos que residem em Itajaí, Balneário Camboriú, Camboriú e Joinville. Atualmente por todo o mundo há irmãos vivendo na simplicidade, fora de denominações e tradições de homens. Para encontrar irmãos em sua localidade acesse o link: Irmãos pelo Brasil
Eu sei, alguns devem ter achado estranho encontrar um link exclusivo com o meu nome. Bom, o que acontece é que me vejo quase que obrigado a esclarecer algumas coisas, e tenho boas razões para isso. Vamos lá... Você, visitante do site, vai perceber que uma boa parte de tudo o que encontrará por aqui será assinado por mim. Livros, artigos, músicas etc... Bom, eu sou o idealizador, programador e administrador deste site(isso tem custado boa parte dos meus dias, mas cada telefonema ou email que recebo de algum irmão de algum lugar faz valer muito a pena)no entanto, eu não sou algum tipo de líder, não sou um pastor aqui e tão pouco ocupo qualquer posição superior diante dos meus irmãos(até porque tal mentalidade não se cria entre nós, ou pelo menos não deveria), apenas o que faço alcança uma visibilitade maior, é só isso. Saiba que o que você lê aqui, que de alguma maneira edifica a sua vida, não seria possível sem a minha comunhão entre meus irmãos, aprendendo juntos com o Senhor, enfim... eu acabei me tornando apenas o publicador das lições aprendidas. Deus abençoe.

O conteúdo do site está sendo útil para você?